quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

Agora o Facebook pode ler seus SMS

Boa noite pessoal! Faz tempo que não posto algo por aqui né? Meu amigo Jonatas está agora postando no #tocadoelfo junto comigo. Eu ainda estou me mantendo afastado do blog por questões universitárias, mas acredito que em breve terei tempo novamente pra postar coisas aqui no blog. Por enquanto, deixo essa matéria tensa para vocês refletirem:

No último update do Facebook, o mesmo passou a capturar seus SMS!

Você têm um smartphone Android com o Facebook instalado? Como a maioria de vocês, eu cliquei em atualizar sem me preocupar muito com as novas permissões que o update do Facebook trouxe hoje (28/01/2014).

Algo chamou minha atenção e depois de cancelar o update, eu tirei um screenshot. Eu fiquei imaginando se outras pessoas estariam tão dispostas a aceitar esse update, se tivessem prestado atenção na tela de permissões, segundo o blog Calileo, ao lado.

Essa é só uma de várias permissões que o aplicativo adiciona à sua lista. A cada update, surge uma nova permissão e, na minha opinião, este é o mais alarmante...


O Facebook, como qualquer outra rede social, faz sua fortuna usando como base propaganda direcionada. Propagandas para aqueles produtos que você está querendo comprar irão vender com mais facilidade do que outros produtos que aparecerem nas caixas patrocinadas. O Facebook pega essas informações de praticamente tudo o que você compartilha na sua timeline e sobre o que você conversa no facechat - nada disso é novidade.

A questão maior é que agora eles querem ler seus SMS, que estávam até pouco tempo fora de alcance (o Messenger passou a querer acessar suas mensagens há uns dois meses atrás) e com isso, ter acesso a todo o seu histórico de uso do celular, de ligações feitas, mensagens, contatos da agenda, nomes dos apps que você usa, ler outras contas cadastradas e chega até o cúmulo de se sentir no direito de alterar as suas informações pessoais (como o caso de 2012, onde todos os e-mails cadastrados nos contatos do celular foram alterados para usuário@facebook.com).

E como evitar isso? Você pode usar uma ROM personalizada que possua controle de privacidade (Como o CyanogenMod, MIUI ou o ParanoidAndroid). Nessas ROMs é possível determinar quais permissões realmente poderão ser acessadas pelos aplicativos.

No meu caso, o update me deixou preocupado com o fator segurança, mas como já tenho o costume de controlar as informações acessíveis no meu celular, só fui lá e adicionei mais uma opção de bloqueio nos Apps do Facebook.

Então, fica a dica: Ou você não atualiza o seu app ou usa uma solução mais segura que o Android Stock. Claro que nem todos podem trocar a ROM do seu smartphone. Mas a possibilidade de se proteger de empresas como o Facebook existe.