quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

21/12/2012: O Fim do Mundo Explicado

21/12/2012 - Solstício de Verão/Inverno. Conclusão do b'ak'tun Maia. Chegada de uma nova era para a humanidade. Colisão com o planeta Nibiru. Alinhamento intergalático com o buraco negro no centro da galáxia.

Esses são os vários fenômenos marcados para acontecer nessa data. Como vocês podem perceber, estamos cheios de datas de fins do mundo. No entanto, o que é verdade e o que é mito nessa data tão falada nesses dias?

Fenôneno "Fim do Mundo" edição 2012.

O "apocalipse" está confirmado para acontecer exatamente às 11:11 UTC do dia 21/12/2012.

Como vocês sabem, 2012 é o ano que a Terra será destruída. Existem uma série de crenças escatológicas que concordam que um cataclisma irá acontecer através de uma série de eventos que culminarão na destruição do mundo no dia 21 de dezembro de 2012. Talvez já tenha começado. Veja, o Google saiu fora do ar duas vezes só esse mês. Mas, fora esse problema, existem vários outros que podemos citar. Abaixo, vou falar de cada um deles em separado. Espero que gostem desse post...


B'ak'tun Maia

Vamos começar primeiramente pelo evento mais esperado dessa data: O fim do b'ak'tun Maia. B'ak'tun é na verdade o nome que se dá ao calendário Maia, composto de 20 ciclos chamados K'atun, que também são compostos por 20 ciclos cada, chamados Tun, que por sua vez é subdividido em 18 ciclos chamados winal.


Winal é um ciclo de 20 dias, mais ou menos equivalente ao nosso mês de 30 dias. Tun é um ciclo de 360 dias, correspondente ao nosso ano. K'atun é um ciclo de 7200 dias, equivalentes a aproximadamente 19 anos, 3 meses e 17 dias e é por vezes chamado de "Tempo dos Governantes". Nesse caso, um b'ak'tun é um período de 144.000 dias, ou aproximadamente 394 anos.

No calendário Maia (que segue uma notação de longa contagem) b'ak'tun, k'atun, tun, winal e k'in (que representa o dia) são contados sequencialmente. O dia de hoje (12/12/12) é representado no calendário Maia como 12.19.19.17.11.

Se estiver interessado em como fazer esse cálculo, o script abaixo pode ser de muita ajuda:



A grande comoção mundial em torno do calendário Maia se dá pelo fato de que no dia 21/12/2012 o calendário maia sairá de 12.19.19.17.19 para 13.0.0.0.0. Ou seja, no dia 21/12/2012 o b'ak'tun atual irá terminar, ao passo que o novo b'ak'tun irá começar, como acontece com todo calendário que conhecemos.

Reversão Geomagnética

Como alguns filmes já colocaram, um dos possíveis motivos da destruição da vida na Terra seria o enfraquecimento do campo geomagnético, com subsequente alteração do seu vetor de orientação. Com esse enfraquecimento, o vento solar (carregado de partículas altamente energéticas e de radiação) alcançaria a superfície do planeta, acabando com a maior parte da vida existente.

Esquerda: Campo Normal
Direita: Campo Revertido
Os geofísicos sabem que, de tempos em tempos, as polaridades se invertem, isto é: o ponto onde fica o pólo sul magnético se torna o ponto do pólo norte, e vice-versa. Sabe-se que centenas de inversões aconteceram no passado, mas não se sabe o que as causa.

A mais recente inversão ocorreu há 700 mil anos e a próxima talvez esteja à caminho. Sinais sugerem que alguma coisa está acontecendo. A intensidade do campo entre os pólos norte e sul está diminuindo. Acredita-se que essa diminuição possa ser parte de um processo de reversão, embora isso seja apenas uma hipótese.

Como ficaria o campo geomagnético
durante a reversão
Só que há uma controvérsia aqui. A inversão do campo geomagnético não acontece de uma vez. Esse processo é bastante gradual e pode levar até milhares de anos para acontecer.

Os cientistas monitoram continuamente o campo magnético graças a mapeamentos feitos por satélites. Se uma mudança brusca estivesse ocorrendo, ela já teria sido detectada. E não só pelos cientistas.

Essa alteração seria perceptível nos sistemas de telecomunicação, de geração de energia e até mesmo na bússola que você têm no seu relógio. Seria difícil esconder um problema dessa magnitude das pessoas, dadas as implicações que algo assim poderia ter para a civilização.

Nibiru

Nibiru já é um velho conhecido nosso. O registro mais antigo deste planeta é proveniente da civilização dos Sumérios, um povo que viveu há 6.000 anos onde hoje é o Iraque. Em uma de suas vindas, o planeta teria sido o causador do dilúvio relatado na Bíblia.

O nome Nibiru, conferido pelos sumérios, é devido à excentricidade de sua órbita. Nibiru significa "o planeta que cruza", pois o astro atravessa o sistema solar entre Marte e Júpiter. Os babilônios chamavam-no de Marduk, em homenagem ao seu deus mais importante, os cientistas batizaram-no Planeta X ou Nêmesis e o movimento gnóstico internacional, de Hercólobus. Para os sumérios, seus deuses são provenientes de Nibiru, que segundo seus textos possui uma órbita inclinada em relação a faixa elíptica (faixa orbital dos planetas), levando cerca de 3.600 anos para completar uma volta completa ao redor do Sol.

Segundo o pessoal do Observatório Nacional, é possível que existam planetas ainda desconhecidos no Sistema Solar. Poderiam ter, inclusive, algumas das características atribuídas a Nibiru, como um período muito longo e órbita extremamente elíptica. Mas as órbitas de planetas não se sobrepõem umas às outras, exceto por Plutão (que na verdade não é mais um planeta). Esse cruzamento só ocorre com cometas e asteróides. Quanto à segunda possibilidade, a de que Nibiru seria uma estrela se escondendo nas vizinhanças, sua presença causaria uma alteração na dinâmica do Sistema Solar. Tanto Nibiru quanto o Sol teriam que girar ao redor de um centro de massa. Os planetas girariam em torno dos dois ou desse novo ponto central.

Ainda mais se considerarmos o fato de que sua órbita é excêntrica, caso Nibiru realmente existisse, à essa altura já teria sido detectado, pelo fato de que o planeta não apareceria do nada. Ele se tornaria visível muitos e muitos meses antes do dia 21/12/2012 e sua trajetória seria conhecida com no mínimo 6 meses de antecedência. Veja Júpiter, que na proximidade que está, leva 11 anos para percorrer sua órbita, que fica cinco vezes mais distante do Sol que a Terra.

Ou seja, se Nibiru existisse e fosse colidir com a Terra, à essa altura já estaríamos vendo o mesmo no céu.

Alinhamento Galáctico

Alguns observadores do céu acreditam que 2012 irá se encerrar com um "alinhamento galáctico", que ocorrerá pela primeira vez em 26.000 anos. Nesse cenário, o trajeto do sol pelo céu pareceria cruzar o que, da Terra, é visto como o ponto médio da nossa galáxia, a Via Láctea, que em boas condições de observação aparece como uma faixa de neblina no céu noturno. Alguns temem que esse alinhamento de alguma forma exponha a Terra a poderosas e desconhecidas forças galácticas que irão precipitar o seu fim, talvez através do movimento do supermassivo buraco negro do coração da nossa galáxia.

Sinceramente, é bem difícil que isso ocorra de verdade. Até pelo fato de que esse alinhamento que está ocorrendo no dia 21/12/2012 já ocorre todos os anos. E é mais fácil que uma supernova ocorrendo na Via Láctea ocorra que uma alteração no buraco negro do centro da galáxia, afinal qualquer alteração no mesmo afetaria TODA a galáxia e teria seus efeitos monitorados com centenas de anos de antecedência!

LHC funcionando à pleno vapor

Sim, você não está lendo errado. Em 2012, mais especificamente na data citada, o LHC estará funcionando no máximo da sua potência. Algumas pessoas acreditam que um buraco negro poderia se formar com colisões em tão grandes energias. Na verdade, até poderiam se formar, mas o fato é que eles evaporariam tão logo se formassem, pelo fato de que eles seriam pequenos demais para manter a enorme força gravitacional necessária para isso. Um buraco negro estável têm a massa de milhares de Terras, ou de alguns Sóis. Estima-se que a energia necessária para produzir um buraco negro em uma colisão hipotética seria tão grande (10 seguido de uns 20 zeros) que a estimativa é que o homem nunca será capaz de destruir a Terra pela produção de buracos negros.

Outra possibilidade é a geração de raios gama e raios cósmicos. Aí também estamos salvos, pelo fato que mesmo as partículas mais energéticas produzidas pelo LHC não chegam nem perto da energia de partículas que atingem a Terra TODOS OS DIAS. Só quem corre o risco de um apocalipse no LHC é um desavisado que atravesse o feixe de partículas, o que é impossível de acontecer dada a segurança do complexo.

Destruição da Terra por uma Ejeção de Massa Coronal

Um fato é verdadeiro nessa história. 2012 é um ano de intensa atividade solar. Com um pico de manchas solares no seu auge, de um ciclo de 11 anos, a possibilidade de que uma dessas manchas solares crie uma ejeção coronal em direção à terra é grande. No entanto, os astrônomos estão há varios anos acompanhando a atividade do sol com satélites feitos especialmente para isso. A possibilidade de uma ejeção atingir a terra é grande e causaria bastante estrago, principalmente na estrutura de geração de energia e de telecomunicações. Agora, se vai ocorrer em 21/12/2012 ninguém pode dizer.

Supernova

Alguns sites dizem que há 639 anos atrás a gigante Betelgeuse transformou-se em supernova, e visto que ela está à 640 anos-luz, nessa data, a gente veria a sua transformação em supernova. Claro que isso a tornaria tão brilhante que durante alguns meses ela seria tão ou mais luminosa que o Sol. Essa é a teoria do Segundo Sol, de que no dia 21/12/2012 uma estrela iria se tornar um Segundo Sol e levar a humanidade a um outro patamar evolutivo.

Claro que se ocorresse, a quantidade de radiação que chegaria nos levaria a um novo patamar evolutivo, dada as alterações genéticas em massa que ocorreriam com a maioria dos seres viventes. No entanto, essa teoria da supernova já foi desmentida por astrônomos por vários fatores: Se Betelgeuse "explodiu" há 639 anos atrás, como foi que ficamos sabendo disso? Se ela explodiu e está perto de se mostrar para nós, os astrônomos já estariam há muito tempo detectando anomalias em seu brilho, já que um evento de Nova é precedido por alterações profundas na estrela, com várias décadas de antecedência.

A ocorrência de uma supernova é um fenômeno extremamente raro, não acontecendo mais do que uma por ano em uma galáxia. Em nossa galáxia, só se têm notícia de três supernovas, nas datas de 1054, 1572 e 1604. Fora estas, presume-se que em um período de 20 mil anos, ocorreram aproximadamente 11 supernovas, contagem feita pelo estudo dos restos das suas antigas estrelas.

Partindo-se do pressuposto que ocorram 3 supernovas por milênio em nossa galaxia, a probabilidade de termos uma supernova dia 21/12/2012 é extremamente baixa, tão baixa que é mais fácil algum outro evento ocorrer antes.

Guerra Nuclear

Como todos devem estar acompanhando, nos últimos tempos várias nações estão em um conflito velado entre si. Podemos citar como exemplo a Síria, o Líbano, e principalmente o Irã. A possibilidade de guerra nuclear existe pelo fato de o Irã estar há algum tempo querendo produzir urânio ativado, com a desculpa de produzir energia nuclear. Os EUA não reagiram bem à isso, afirmando que as mesmas centrífugas utilizadas para fazer o refino do urânio para produção de energia também podem ser usadas para produção de urânio enriquecido para a construção de bombas nucleares.

Somado o fato do bloqueio de internet e comercial que ocorre com o país, mais o fato de suas usinas elétricas terem sido alvo de um vírus extremamente preciso levantam a suspeita de que o Irã à qualquer hora pode responder à essa retaliação.

Podemos citar também o fato de a Coréia do Norte ter feito recentemente testes de armas nucleares e lançadores intercontinentais. Mas, de onde vêm essa afirmação de que no dia 21/12/2012 ocorrerá uma nova guerra nuclear?

Dos monges tibetanos. O que? Sim, deles mesmos! De acordo com algumas pessoas que visitaram os monges, os clarividentes tibetanos estão vendo as potências mundiais em rota de autodestruição. Eles também veem que o mundo não será destruído.

A clarividência não é algo novo nos mosteiros tibetanos. Por milhares de anos, a clarividência, em meio a outras atividades espirituais, é parte dominante da cultura tibetana. O que alguns turistas hindus vieram aprender de alguns poucos mosteiros tibetanos sob o domínio chinês apresenta-se como algo fascinante e alarmante.

De agora até 2012 as super potências mundiais seguirão engajadas em guerras regionais. Terrorismo e guerras disfarçadas serão o maior problema. Na esfera política, algo irá suceder em torno de 2010, quando então as potências mundiais ameaçarão se destruírem entre si. Entre 2010 e 2012 o mundo inteiro se polarizará e se preparará para o dia final. Pesadas manobras políticas e negociações terão lugar com poucos avanços.

Não há um claro indício de que uma guerra irá aparecer nesse período, mas não podemos ter certeza. Das previsões, é a mais possível de acontecer, mesmo que a possibilidade seja também muito baixa. Mas, se será em 21/12/2012, só chegando lá pra saber.

Conclusão

Essas são algumas das teorias do Fim do Mundo de 2012. Algumas são realmente tangíveis ao passo que outras são mais especulativas e mitológicas. O ser humano sempre se valeu de lendas para explicar muitas coisas que fogem do seu entendimento, e esse é um desses casos.

Se vocês estiverem vivos no dia 22/12/2012, eu estarei aqui com um post pra lhes mostrar que ninguém morreu, afinal de contas. Caso contrário, não vai fazer diferença, vc estará morto mesmo né?

Fontes:
Wikipédia: Supernova
List of Supernovae
LHC Status Report
Galileu: Afinal, o que vai acontecer com a Terra em 2012?
Monges prevêem o fim dos dias em 2012
Relógio do Apocalipse
Alinhamento Galáctico de 2012