quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Programador Pedreiro

E hoje, mais um post do meu querido amigo Rondinelli Fortalesa, do blog Datrix!

Quando entrei pra faculdade, uns dez anos atrás, acreditava que a Matrix era real, que eu aprenderia como funciona o tal sistema neurointerativo e conseguiria me libertar dele.

Os meses se passaram, acabei me convencendo de que esse sistema era mais difícil de decifrar do que eu imaginava, então achei melhor me concentrar em estudar e torna-me um desenvolvedor.

Naquele tempo acreditava-se que ser um desenvolvedor era como ser um astronauta, desbravar códigos jamais escritos, solucionar problemas complexos e mudar o mundo com um sistema inovador que deixaria as pessoas perplexas e estupefatas, mas... não é bem assim pra maioria...


Existe uma grande ilusão para os desavisados no mundo da tecnologia, pois você não percebe o engano que cometeu até que seja tarde demais. Você pensa que vai desenvolver sistemas e que vai ser divertido criar as coisas, só que não é bem assim. Existe uma empolgação de vez em quando, só que os sistemas comerciais precisam muitas vezes das mesmas coisas sempre, tudo é sempre muito parecido e quando você se dá conta virou um programador pedreiro.

quarta-feira, 21 de novembro de 2012

Black Friday

Estamos chegando em mais um período festivo e consumista em nossas vidas modernas. O período de festas de fim de ano começa e os amigos já organizam festas e amigos-secretos. E claro, as empresas não poderiam deixar passar esse período. Mas, você sabe o que é o Black Friday?

Black Friday é uma data recente na história americana (e ainda mais recente aqui no Brasil), onde as lojas oferecem promoções generosas após o dia de ação de graças, numa sexta-feira DUH. Ela acontece sempre na sexta-feira depois do feriado de Thanksgiving, que por sua vez acontece sempre na terceira quinta-feira do mês de novembro.

Apesar de uma data recente, esse dia têm uma longa história dentro do século XX, mas podemos resumir ao fato de que nesse dia as lojas dão o dia de folga para seus empregados, como forma de aumentar as vendas que já vinham ocorrendo no dia anterior. Desde 2005 é considerado o dia mais movimentado para compras do ano, superando até mesmo as compras de natal...

domingo, 18 de novembro de 2012

Python - Passagem de Parâmetros

Faz tempo que não falo algo de programação aqui no blog não é? Hoje o assunto vai ser algo interessante, que acredito que muita gente nunca se perguntou, e quem já precisou saber não soube responder a uma simples pergunta: Passagem de Parâmetros em Python é por Valor ou por referência? Você sabe? Sim? Não? Então continue a ler!

Um aspecto da programação em Python que engana aqueles programadores que estão vindo de linguagens como C e Java é a forma como argumentos são passados para funções. Em um nível mais fundamental desse problema, a confusão realmente está pela falta de entendimento sobre a forma como Python utiliza um modelo centrado em objetos e na forma que esses objetos são tratados em uma atribuição de variável. Quando você pergunta a um programador experiente em Python se a passagem de parâmetros das funções é por valor ou por referência, a resposta que ele lhe dará é: Nenhuma. Uma definição mais correta que podemos dar e que se aproxima levemente dessas duas formas é que argumentos em python podem ser passados por objetos ou por referência à objetos. Mas, o que significa isso na realidade?


Simples. Em Python, TUDO é objeto. Se você ler meu post sobre Metaclasses em Python cuidado, seu cérebro irá derreter entenderá o signficado disso. O que comumente chamamos de "variáveis" em Python são melhor definidos como "nomes". Da mesma forma, o processo de "atribuir" um valor à uma variável, em Python significa "dar um nome ao objeto". A Atribuição em Python é isso: ligar um nome a um objeto. E cada ligação têm um escopo definido, ou seja, sua visibilidade dentro dos blocos de código da aplicação python.

quinta-feira, 8 de novembro de 2012

Windows 8 - Primeiras Impressões

E aqui estamos, mais uma versão do Windows lançada e parece que a Microsoft está finalmente alcançando o terreno de sistemas mais modernos e completos, como o Mountain Lion da Apple e as diversas distribuições Linux que existem por aí.

Eu já adquiri a minha licença do Windows 8 Pro. E sim, é uma licença oficial, nada pirateado. Primeiro porque meu notebook já vinha originalmente com Windows 7, e segundo porque a licença de atualização estava barata, então resolvi experimentar.

O único uso que eu tenho para esse Windows no meu notebook é para jogar, então essa é uma ótima oportunidade de testar os jogos da Steam. Mas pelo menos algumas impressões eu já tive dessa instalação. Então vamos lá...