quinta-feira, 26 de julho de 2012

Monitorando um Access Point DD-WRT remotamente com tcpdump, netcat e Wireshark

Há alguns dias venho efetuando uma série de testes em meu access point no sentido de controlar um pouco o tráfego de saída. Eu tenho um AP com o firmware DD-WRT instalado e eu criei uma série de regras usando o "tc", ferramenta do pacote netfilter do kernel linux usada para fazer trafic shaping e gerenciamento de banda. O cenário é o seguinte:

  1. Todo o tráfego de saída por uma interface para um determinado IP não irá bloquear o resto do do tráfego.
  2. Algumas portas e protocolos terão prioridades diferenciadas (SSH, torrent).

No entanto, as regras que eu coloquei vinham falhando frequentemente. Era como se simplesmente não houvesse controle da banda. Foi então que eu pensei em procurar uma forma de monitorar o tráfego passante pelo AP e usar o Wireshark para contabilizar se houve diferença nas velocidades.

Mas, espere aí! Não têm Wireshark para o DD-WRT! Por motivos óbvios ele não caberia nem nos sonhos mais profundos de um psicopata. Claro, tenho o Wireshark instalado na minha máquina virtual em ksa, mas como poderia usá-lo para monitorar uma interface de rede em um dispositivo remoto?

segunda-feira, 16 de julho de 2012

Contos de Entalis - Mil Mortes e Nenhuma Lembrança

E aqui posto mais uma parte dos Contos de Entalis. Dessa vez avançando bastante no futuro, onde o Caeryn encontra-se combatendo o seu antigo tutor. Ela é uma história que ocorre depois dos eventos dos contos "A Maldição da Vida e da Morte" e "Gerações" e vários anos antes do conto "O Coiote Solitário das Terras Ermas".

Nessa época, depois de tentar derrotar seu ex-melhor amigo que se tornou um lich devido à poderes antigos, Caeryn acaba conhecendo Zubenni, que se dispõe a ensinar a Caeryn uma forma de vencer seu antigo amigo e hoje arqui-rival, através da canalização da força destrutiva do ódio como arma. Cego por encontrar uma forma de vingar sua falecida amada, ele se torna um dos discípulos do draconiano e por seus atos passa a ser conhecido como "Flagelo do Norte".

Depois que Caeryn derrota do lich, o ódio que inundava seu coração e cegava seus olhos desaparece, e então ele percebe todo o mal que fez em nome dessa vendetta, e então se vira contra seu mestre, que já percebendo que isso aconteceria deflagra uma guerra contra todos os povos de Entalis, intitulando-se o novo Aesir das Terras do Norte. E é nesse ponto que a história de hoje começa...

Contos de Entalis - Caeryn: Mil Mortes e Nenhuma Lembrança

... duas forças combatendo nos campos do norte. Uma pela dominação dos povos livres de Entalis. Outro pela libertação. O combate está equilibrado, até que o homem-dragão aparece. Com suas mãos de fogo e gelo ele rapidamente vira o combate para seu lado...

quarta-feira, 4 de julho de 2012

MVC, MOVE e a Histeria dos Engenheiros de Software

Há alguns dias recebi, em um grupo do google que eu participo, uma mensagem que falava sobre um padrão de projeto que foi criado para "corrigir" e estender o padrão MVC. Achei a idéia dos caras muito interessante. O padrão se chama MOVE (Models, Operations, Views and Events) e pode ser detalhado da seguinte forma:


  1. Models encapsulam todo o conhecimento que sua aplicação possui;
  2. Operations encapsulam todas as ações que sua aplicação executa;
  3. Views encapsulam interfaces entre o usuário e a aplicação;
  4. Events encapsulam as mensagens geradas pelos outros componentes, completando o ciclo.


Não vou entrar em detalhes sobre o MOVE nesse post. Caso você queira ler um pouco mais sobre esse padrão, leia o artigo que motivou esse post, que me foi enviado por e-mail: "MVC is dead, it's time to MOVE on". O importante aqui é que quero salientar que esse padrão não faz tanta diferença quanto parece. Os propositores desse padrão acertam em dizer que "o problema com o MVC da forma como é aplicado acaba colocando código demais dentro dos Controllers". No entanto, eu não enxergo como o MOVE pode fazer melhor. Pelo contrário, o MOVE parece ser um mais complexo que o MVC - e é essa afirmação de que ele "simplifica as coisas" que eu irei criticar...