quinta-feira, 13 de outubro de 2011

R.I.P. Dennis Ritchie

9 de Setembro de 1941 — 12 de outubro de 2011

Boas pessoas vão para o céu! Programadores, esses vão para qualquer lugar!

Triste mas é verdade. Um dos gênios que tornou minha profissão possível foi para o céu dos programadores.

Muitos ficaram tristes com a morte do Steve Jobs, dizendo que ele inventou o futuro, de alguma forma. Concordo com a afirmação deles. Da mesma forma que Jobs fez isso na geração atual, Ritchie a fez na geração passada!

Eu penso que a influência de Ritchie e seus colegas da Bell Labs para o mundo é várias ordens de magnitude maior que qualquer coisa que já tenha sido feita por qualquer outra pessoa na história da TI!




O que ele fez? Ele inventou a linguagem de programação C!

Você imagina como seria o mundo sem o C? Já imaginou as pessoas desenvolvendo programas usando complexos opcodes em assembler? Já imaginou fazendo programação espaghetti não estruturada? A base das linguagens de programação modernas foi definida por essa linguagem!

Outro ponto: Ele co-inventou o UNIX.

Leia novamente: UNIX! Ele ajudou a inventar o primeiro sistema operacional portável, multitarefa e multiusuário juntamente com Ken Thompson! E o mais fodástico disso tudo, é que o UNIX foi o primeiro sistema operacional escrito em uma linguagem de programação de alto-nível. UNIX foi escrito em C!

Eu penso que toda a história da TI (incluindo google, facebook, microsoft e apple) poderia ter sido totalmente diferente se ele não tivesse criado a linguagem C e o UNIX não tivesse sido desenvolvido.

O Linux, o Mac OS, grande parte da idéia original do Windows, tudo foi baseado nas idéias difundidas com o UNIX, senão desenvolvidas à partir dele.

Eu digo mais. Dennis Ritchie não inventou o futuro. Não, ele não fez isso. Ele simplesmente é responsável pela criação do mundo da Tecnologia da Informação da forma como a conhecemos hoje. Mesmo nos tempos desses sistemas móveis.

Seu espírito irá sobreviver em suas criações muito mais do que a gente sequer pode imaginar!

O homem foi criado para criar. E ele criou!
E todo mundo quer criar algo que perdure. E ele criou!
E sua obra resistiu ao teste do tempo! Até mesmo de seu própro tempo!


#include <unistd.h>
#include <stdio.h>

int main(void) {
    printf("Descanse em paz, Dennis!\n");
    (void) sleep(60);
    exit(EXIT_SUCCESS);
}