domingo, 27 de setembro de 2009

Arte Ninja de preparar Miojo

Estava hoje (1253570964) lendo o incrível post do meu amigo Vinícius, dono do blog Morando Sozinho, e me lembrei das loucas receitas que eu já criei em todos esses meus longos anos de experiência culinária acumulada, sendo técnico de ti e morando por minha conta.

O fato é que muitas pessoas não comem miojo, acham miojo a coisa mais horrível de se comer, e algumas ainda fazem cara feia de ver vc comer, como se vc estivesse comendo uma pratada bem generosa de buchada de vaca com miúdos de porco.

O caso é que o Miojo não é para qualquer um. A receita básica é, digamos, básica demais ... Pow, água, um pozinho cheiroso e macarrão podem ser gostosos às vezes, mas eh a mesma coisa de tomar leite com chocolate sem açúcar, não têm graça nenhuma!! Mas isso só acontece com aquelas pessoas que nunca pensaram na facilidade que um macarrão semi-pronto pode nos proporcionar. Em vista disso, eu resolvi revelar algumas de minhas mais secretas receitas de miojo, guardadas à sete chaves pelo grande elfo Vindemiatrix, da feitura de deliciosas comidas à base de miojo.

sexta-feira, 18 de setembro de 2009

Síndrome dos 25 anos ...

Eh, nesse exato dia eu completo 27 voltas completas ao redor do Sol ... Estive pensando muito ultimamente em minha vida, em promessas que fiz a mim mesmo, em decepções que tive em minha vida, e acabei chegando à esse texto, que acho válido pra todos ... Espero que seja bastante reflexivo para vocês ...

u_time birth_date = 401240700;

A Síndrome dos 25 anos ... Chamam-a de 'crise do quarto de vida'

Você começa a se dar conta de que seu círculo de amigos é menor do que há alguns anos.

Se dá conta de que é cada vez mais difícil vê-los e organizar horários por diferentes questões: trabalho, estudo, namorado etc.

E cada vez desfruta mais dessa cervejinha que serve como desculpa para conversar um pouco...

domingo, 13 de setembro de 2009

Dia do Programador Edição 2009


import datetime
x = datetime.date(2009, 1, 1)
y = datetime.date.today()
if (y - x).days == 256:
    print "Feliz Dia do Programador, by Toca do Elfo!"

Vamos lá, mais uma data festiva !!

u_time hora_postagem = 1252810800;



O Dia do Programador é uma data festiva no 256º dia do ano, celebrada por programadores de computador em boa parte do mundo. Este número foi escolhido porque é o maior número que pode ser representado por um byte (oito bits). Além disso, esse número é a maior potência de dois que é menor que o número 365 (o número de dias do ano, duh). Também pode ser representado, em hexadecimal como 0x100 e em octal como 0400.

O Dia do Programador é dia 13 de setembro, exceto em anos bissextos, nos quais ele é comemorado no dia 12 de setembro, pois esse é o 256º dia do ano bissexto.



Mundo afora a tradição inclui comportar-se de forma boba, codificar programas bobos, jogar jogos de computador, brincar com velhos computadores etc. Tudo isso, é claro, sob a condição de que o celebrante tenha feito códigos de qualidade nos outros dias do ano e tenha tentado ao máximo não se comportar como bobo nos outros dias. Para estes programadores que estão habituados a 'celebrações' em todos os dias de sua vida, esta data festiva é injustificada e redundante.

No Brasil

No Brasil a tradição ainda não existe, mas a data já se apresenta em spams por e-mail, fazendo com que a leitura de algum Spam também seja parte da celebração. Além disso, no meio acadêmico a data deve proporcionar um encontro dos primeiros programadores locais com os atuais, promovendo palestras e minicursos de linguagens que não são mais utilizadas, além de Assembly, Cobol e Basic, para que suas sintaxes não sejam esquecidas no futuro próximo.

Conversar sobre programação com quem não entende nada e assistir a filmes apreciados por programadores como Guerra nas Estrelas, Senhor dos Anéis, Filmes e séries de teor altamente científico também devem fazer parte dessa celebração.

Meu dia do Programador

Eu tinha prometido colocar o código da minha nova linguagem aki, chamada T+, baseada no código da Brainfuck, mas infelismente o tempo não me deixou terminá-la. No entanto, deixo para vocês, como prova de que eu colaborei com algo esse ano, dois recursos muito interessantes.

O primeiro deles é o IRCpy, uma framework de comunicação IRC usando Python, que venho desenvolvendo há algum tempo. O link é http://code.google.com/p/ircpy/ e o projeto está em estágio bastante avançado. É possível usar a framework para comunicação básica com o IRC de maneira fácil. Ainda falta muita coisa pra ficar pronto, mas vou fazendo aos poucos ...

O segundo recurso é o site SPOJ Brasil. Esse site, que descobri graças a meu amigo @jimmyskull. Esse site contém várias questões envolvendo programação, que, quem já participou de algum tipo de olimpíada de informática ou computação já deve ter visto. Há questões de vários tipos e dificuldades, e é uma boa forma de você exercitar sua capacidade de resolver problemas ... Se eu tivesse conhecido esse site antes, provavelmente eu teria me saído melhor no Google Code Jam do ano passado e pelo menos me classificado para as eliminatórias a nível nacional. No entanto, não faz mal ... O importante é que o site é útil pakaráio ...



Espero que tenham gostado desse post especial para o Dia do Programador. Pois nós não nascemos, somos compilados.

Referências:
Wikipédia em Português:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Dia_do_Programador
Wikipédia em Inglês excluiu a data:
http://m0smith.freeshell.org
Desciclopédia:
http://desciclo.pedia.ws/wiki/Dia_do_Programador
Programação de Computadores, na Uncyclopédia:
http://uncyclopedia.org/wiki/Programming_language

terça-feira, 8 de setembro de 2009

As 50 Músicas mais Gays da História - Com torrents !!

Uma coisa é engraçada ... Durante boa parte da minha infância e adolescência, várias dessas músicas me chamaram a atenção, com enfoque especial para Cher e Madonna ... E agora, criam essa lista das 50 músicas mais Queer de todos os tempos. Sinceramente, eu gtostei muito ...

Eu também vou falar um pouco sobre essas músicas, escolhidas pelo site lgbt australiano samesame.com.au. Há muitos e muitos sites falando dessa lista, mas sabe qual é o grande diferencial? Eu tive o trabalho de ir atrás de cada música, garimpando uma a uma, com qualidade no mínimo aceitável e tou disponibilizando aqui para vocês o torrent das músicas.

Leiam a notícia, tirada do blog Fastlove e aproveitem a lista. Está simplesmente divina !!

sexta-feira, 4 de setembro de 2009

Usando o comando screen em conexões remotas

Pessoal, desculpe o sumiço do blog, mas ultimamente minhas atividades andam excessivamente intensas e mal tou tendo tempo para criar as postagens de sempre. Em vista disso, não vou garantir mais para vocês um cronograma fixo de mensagens, mas vou postando assim que algo interessante for surgindo. É a única maneira que achei de manter a qualidade dos posts e ao mesmo tempo trazer coisas interessantes para o blog. Hoje mesmo, estou trazendo pra vcs um recurso muito útil, que descobri há pouco mais que 6 meses. Espero que gostem do post.

Usando o comando screen em conexões remotas

Sinceramente, sempre tive um problema com terminais remotos: Sempre que começava a fazer um download no terminal aberto no ssh/putty, algum engraçadinho ia lá e resetava o rádio ... O que aconteceia ?? Eu perdia meu download pq o terminal fechou e matou todos os processos filhos dele. Ou seja, de novo ao download ... Mas hoje eu descobri um comando que até agora é o mais melhor de bom de todos que já descobri para o Linux. Chama-se Screen.

Em uma seção de terminal comum do linux, os programas/comandos/processos somente ficam em execução enquanto a sessão de terminal está aberta mas, no momento que o terminal é fechado, por qualquer razão, todos os processos filhos desse terminal são solenemente terminados.

Isso não é algo com que devemos nos preocupar quando estamos com nosso terminal aberto em nossa máquina, mas isso começa a fazer grande diferença quando estamos, por exemplo, conectados via ssh com nosso host e as intempéries da conexão remota nos desconecta justamente naquela hora que não deveria ter sido desconectada. E como falei antes, não importa o motivo que encerrou a sessão de terminal, o que vc estiver fazendo será encerrado.

Nessa hora, não seria bom se tivéssemos uma forma que pudéssemos continuar fazendo as atividades no terminal, do ponto onde paramos? Eh o screen...



Eu falo isso como se fosse a última descoberta do século, não é mesmo? Não é, isso já existe há bastante tempo, mas só agora que eu descobri o quanto isso pode me ser útil.

Bom, vamos deixar de rasgar seda e vamos falar mais do comando.

Primeiramente, no terminal, digite o comando screen:

Inicialmente parece não acontecer nada, mas na verdade o que aconteceu foi que vc iniciou uma sessão no screen e dentro dessa sessão lhe foi fornecido um terminal. Até o momento, não há nada de mais. Vamos então, fazer um teste. Comece a baixar um arquivo grande via wget e em seguida feche o terminal. É de se esperar que o wget termine junto com o terminal, não é mesmo?

Agora, abra um novo terminal e digite novamente o comando screen, com um parâmetro -r (screen -r). Vc vai ver que sua sessão anterior ainda está rodando. O que acontece é que o screen consegue manter sua sessão entre conexões diferentes.

Isso é muito útil quando você está em uma conexão ssh pq vc não precisa se preocupar mais com a estabilidade da conexão remota. Simplesmente, se a conexão cair, vc retoma a conexão ssh e executa novamente o screen e volta a trabalhar do ponto que você tinha parado. Você também pode sair da sessão utilizando o comando + D, que sai do screen mas mantém em background a sessão aberta.

Outra coisa útil do comando screen é poder utilizar várias sessões de terminal diferentes. Normalmente, se você quizesse utilizar mais de um terminal remoto, você era obrigado a abrir várias conexões SSH, o que acaba não sendo muito prático. Com o screen, vc pode criar sessões novas e alternar entre elas de maneira fácil. Os comandos para isso são:

[Ctrl+A] C - Abre um novo terminal.
[Ctrl+A] P - Vai para o terminal anterior.
[Ctrl+A] N - Vai para o próximo terminal.

Há outros comandos, que permitem vc listar as sessões abertas, as screens abertas, se conectar a um grupo de sessões abertas anteriormente, entre outras coisas.

Meu uso principal para o screen é com o irssi, pq muitas vezes tou acessando o IRC do trabalho via conexão ssh para meu computador em ksa ou mesmo fazendo algum download por lá (o que é bastante comum).

Emfim, exagerando eu diria que o céu não é o limite e sim a sua imaginação pois com a quantidade de possibilidades que o screen oferece somente alguém muito inocente para não perceber a sua utilidade. Não esqueça de visitar a man page e o google, pq as opções do screen são muito grandes, com opções de personalização que permitem deixar o seu screen na medida das suas necessidades.

Fontes:
GNU Screen
Usando o comando Screen
man screen