quarta-feira, 19 de agosto de 2009

E o Cadastro Único virou RIC!!

Estava aqui revendo algumas notícias antigas e achei um texto interessante sobre a iniciativa do governo federal de implementar um Cadastro Único, denominado RIC, ou Registro Único de Identidade Civil. A iniciativa é louvável, e começaria a ser implementada em Janeiro de 2009, mas até o momento não ouvi falar dessa nova forma de mostrarmos nossos documentos ...

O Governo brasileiro divulgou recentemente (início deste ano) a nova Carteira de Identidade, chamada de RIC, Registro Único de Identidade Civil, tem o formato de um Cartão de Crédito. O RIC possui um chip com todos os dados do portador, como nº da Identidade, CPF, Título de Eleitor, além de infomações como altura e cor dos olhos. Além disso possui algumas características que permitem um aumento na segurança contra violação ou falsificação, como tintas e efeitos óticos especiais, dados criptografados, e a gravação a laser dos dados em camadas inferiores...



"A nova carteira de identificação, apresentada pelo Ministério da Justiça (MJ) e pela Polícia Federal (PF) na terça-feira (8), ainda depende da aprovação de um decreto para entrar em vigor a partir de 2009. O RIC (Registro de Identidade Civil) não será obrigatório.

Segundo a PF, o novo documento tem modernos itens de segurança, como fundos complexos, tintas e efeitos ópticos especiais, além de chip que armanezará dados dos cidadãos.

O RIC foi instituído pela Lei 9454/1997. A proposta é unificar o cadastro de identificação estaduais e federal. O Instituto Nacional de Identificação (INI) será comunicado de todo e qualquer registro de indivíduo.

Assim que for implementado o RIC, a previsão é de que os 4.375 postos de identificação sejam equipados. Isso vai permitir o cadastro de 20 mil pessoas por dia.

A partir do terceiro ano do projeto, 80 mil pessoas poderão ser cadastradas a cada dia, com meta de 20 milhões por ano. Ao longo de nove anos serão cadastradas 150 milhões de pessoas.
"

Fonte: G1

O modelo de cartão de identidade aprovado pela PF reunirá todas as informações pessoais, como o número do CPF e o título de eleitor, armazenados num chip. Há também itens de segurança, como uma marca d'água e a maneira como os dados serão inscritos no cartão.

A informação não é uma tinta, então nenhum reagente químico pode alterá-la.

Como diz o vídeo abaixo, parece que basta apenas um pouco de boa vontade para o que o Brasil seja pioneiro em relação à Tecnologia.

Diga-se de pasasgem, somos pioneiros também na votação eletrônica, onde servimos de exemplo para diversos países.

Confira o Vídeo do excelente portal Olhar Digital:



Fontes:
Jornal G1
Blog Pensamento TI
Jornal O Globo
Agregador Uai.com.br