sexta-feira, 15 de agosto de 2008

Vocês sabem fazer uma curva de moto?

Há alguns dias eu vi uma cena que seria cômica, se não fosse trágica. Eu acompanhei de perto um acidente de moto de um motoqueiro que, na opinião dele, sabia "pilotar" sua supermoto, no caso, uma Honda CB 600F Hornet.

O acidente foi aki em Palmas mesmo. O infeliz estava subindo em uma série de curvas sinuosas e, por algum motivo desconhecido, perdeu levemente a traseira e literalmente saiu de tangente, batendo direto no barranco do lado oposto da curva ( acentuada à direita). Ele teve muita sorte de não ter sofrido nada mais grave do que arranhões (nele e na moto) e, mais importante ainda, não ter batido em ninguém que vinha no sentido contrário, já que aquela subida é de uma visibilidade péssima do sentido contrário.

Se ele tivesse aplicado um simples contra-esterço, era bem provável que ele conseguiria fazer a moto se equilibrar de novo.

Com base nisso, eu faço uma pergunta a vocês: Vocês sabem fazer uma curva de moto?



Engraçado é que mesmo eu falando assim, como se eu fosse o guru da direção motociclística, muitas coisas sobre direção de motos eu não sabia e outras coisas eu já havia me habituado a trabalhar. Entre as coisas que eu já conhecia e uso sempre é a técnica de contra-esterço.

Se você é daqueles que ao entrar em uma curva, seja no dia a dia ou mesmo em uma pilotagem mais agressiva, gira o guidão para o lado de dentro da mesma, então esqueça tudo que pratica! você não sabe nada de pilotagem!

Mas não se assuste, pois a maioria dos que andam de moto, mesmo há vários anos, ficam surpresos ao saber que a resposta correta é forçar o guidão no sentido contrário ao da curva, ou seja, para "fora". Essa manobra é chamada "contra-esterço".

Para entender melhor a manobra coloque a moto em uma estrada reta em velocidade superior a 35km/h. Force ligeiramente o guidão para a direita e você perceberá que a moto segue para a esquerda. Ao forçar o guidão para a esquerda a moto ira tomar a direção da direita. Ou seja, tudo ao contrario do que você imaginava!

Isto é o contra-esterço. É girar o guidão para o lado 'errado' para que a moto vá para o lado 'certo'.

A maioria faz esta manobra de modo inconsciente, pois esta é uma reação natural ao efeito giroscópico das rodas. O efeito giroscóspico surge em velocidades superiores a 35 km/h (até menos, em motos trail e bigtrail) e se torna mais intenso quanto maior for a velocidade, dependendo do tipo de moto e do tamanho de suas rodas, já que quanto maior for esse diâmetro também maior será o efeito giroscópico. É um fenômeno físico criado pelo movimento giratório das rodas da moto. Sua tendência é mantê-la em pé e rodando em linha reta enquanto existir movimento e velocidade. Em velocidade inferiores, a moto reage como uma bicicleta.

A curvatura externa que existe nos pneus de motos, também ajuda quando o piloto realiza o contra-esterço, eliminando a tendência de a moto em se manter em linha reta, forçando-a a inclinar-se e "deitar" para o lado de "dentro" da curva.

Ao forçar levemente o guidão para o lado contrário ao da curva, o piloto facilita o controle da moto, equilibrando as forças que atuam sobre ela. Parece contraditório, mas o "contra-esterço" serve para ajustar a moto à velocidade e ao raio da curva, podendo fazê-la "deitar" mais ou menos, conforme a necessidade.

Quanto mais força de contra-esterço o piloto aplicar sobre o guidão, mais a moto deitará e fechará a curva. A manobra é importantíssima para quem pilota em alta velocidade, mas também é extremamente útil em situações normais.

É na hora de fazer a curva que se conhece o bom piloto, já que nas retas exige-se pouca habilidade. E cada estilo e tamanho de moto apresenta um limite diferente quando o assunto é curva.

Fazer um curva também envolve física, pois duas forças básicas atuam na moto. A da gravidade (peso da moto e a do piloto) que com a moto inclinada, a comprime contra o chão. E a força centrífuga que, devido a velocidade, "empurra" a moto para fora da curva. Essas duas forças agem sobre a suspensão e os pneus. É do equilíbrio entre estas forças e da aderência dos pneus à superfície que depende uma curva bem feita.

Outra coisa: quanto maior e mais pesada a moto, mais ela sofrerá com a força centrífuga. O mesmo ocorre com a velocidade: quanto mais rápido mais se sente o efeito da força centrífuga. Tem mais: quanto mais fechada a curva, maior será a ação da força centrífuga.

A arte de fazer a curva



O segredo de uma curva bem feita é reduzir a velocidade antes de "entrar", se for necessário frear, use os freios dianteiro e traseiro ao mesmo tempo, antes da curva, inclinar a moto e corpo de acordo com necessidade, manter aceleração constante e só aumentar a aceleração depois de terminada a curva.

Ou seja, quem se inclina na curva é o conjunto moto-piloto com a exploração ao máximo do efeito contra-esterço. Se você é daqueles que fica jogando o corpo para os lados sobre a moto nas curvas, lembre-se que provavelmente estará comprometendo sua segurança durante a viagem. Tente praticar as técnicas que eu citei aqui e comentem suas experiências nos comentários.

Em tempo, outras aplicações do contra-esterço são: ultrapassar de forma mais rápida e segura; corrigir a entrada na curva; desviar de objetos em plena curva; corrigir a trajetória na curva; mudar a trajetória em reta sem deslocar o corpo; retornar a moto para a posição menos inclinada após a curva o mais rápido possível e, claro, facilitar a entrada na curva sem fazer muita força.

Ah sim, o kra que fez a proeza do começo do post se considera "um motoqueiro de primeira" e "não entendeu como a moto dele fez aquilo". Bom, pelo menos está vivo pra aprender que moto não é como carro. No carro, você precisa lutar contra ele para manobrar. Na moto, você precisa estar em sintonia com ela para manobrar. Esse é o segredo da deliciosa sensação de se pilotar uma moto.

P.S.: Em respeito a alguns amigos, eu queria me retratar ao chamá-los de motoqueiros. Eles são ótimos pilotos e sem saber o significado correto, eu os chamava de motoqueiros. Espero que não se sintam ofendidos mas, eu não sabia. ficaí minhas sinceras desculpas.

P.P.S.: Pra quem não sabe: Motoqueiros x Motociclistas

Fontes:
» Contra-esterço no blog moto-pilotagem
» Contra-esterço: A arte de fazer curvas no site Mototour

Até um próximo post.