segunda-feira, 16 de junho de 2008

10 coisas que você vai adorar no Google Sites

Lançado em 28 de fevereiro, o Google Sites é a mais nova proposta de levar ferramentas práticas e totalmente online ao mundo corporativo. Com o GSites, é possível criar um site na intranet ( rede interna) da empresa em questão de minutos, além de gerenciadores de tarefas, sites pessoais ou até mesmo blogs. Empresas têm carência por centralizadores de informações, e o GSites, por ser gratuito, torna-se a ferramente ideal para muitas delas.


O sistema é uma evolução do Jotspot, comprado pela Google em 2006, e faz concorrência direta com o consolidado Sharepoint, da Microsoft.

A Google fez um serviço tão bem feito, que fizemos uma lista com os 10 recursos que vão fazer você adorar o Google Sites.

1. É gratuito e pode ser configurado para seu domínio em questão de minutos. Para utilizar o Google Sites, você precisa inscrever seu domínio no Google Apps, fazer a validação do servidor e pronto! Basta sair construindo páginas para sua empresa, sala da faculdade ou página pessoal;

2. É fácil de usar. Embora esteja em inglês, o sistema é muito fácil de ser utilizado. Pela primeira vez pessoas leigas poderão gerenciar um site interno de uma empresa ou de um grupo de universitários, sem mesmo ter conhecimento de HTML ou qualquer coisa ligada à programação. Nem com a publicação dos arquivos há de se preocupar, já que tudo já está online;
3. Tudo é integrado. O Sites possui integração com vários serviços do Google Apps. Assim usuários podem, com uma única conta, gerenciar emails, calendários, documentos e páginas;

4. Sistema de permissões. Semelhante ao editor de textos Google Docs, é possível convidar pessoas (ou grupos delas) para visualizar ou editar uma página. Ainda é possível tornar a página privada ou pública, tudo com poucos cliques;

5. Gadgets! Além de editar textos e inserir imagens, é possível adicionar mini-aplicativos às suas páginas no Google Sites. Dentre os mais legais, estão calendários (Google Calendar), documentos (Google Docs), Slideshow (Picasaweb), apresentações (Presentation), planilhas e formulários (Spreadsheets), vídeos (YouTube e Google Video) e até Gadgets do iGoogle ou de um Feed RSS. Para adicionar um mini-aplicativo, basta colar a URL do serviço e o editor se encaminha de fazer o resto!



6. Gerenciar arquivos nunca foi tão prático! Com o Google Sites, os usuários poderão criar uma página só pra gerenciar arquivos, onde é possível utilizar o espaço de 10 GB oferecido para cada Conta do Google Apps;

7. Colaborativo. Graças à filosofia colaborativa “à la Wikipedia” adquirida com o Jotspot, outros usuários podem ajudar a modificar suas páginas. O melhor, é que praticamente qualquer alteração em páginas e arquivos pode ser enviada automaticamente para o seu e-mail. Basta clicar no menu “Subscribe to site changes” para ser informado a cada vez que alguém alterar algo;



8. Crie um blog interno. Além de todos os recursos para criação de páginas, o Google Sites ainda permite a criação de um blog, que pode ser atualizado por qualquer um dos autorizados a editar o site, e servir de fonte de informação para a empresa ou grupo que está utilizando o Sites. As entradas no blog permitem comentários e até que arquivos sejam anexados às mensagens;

9. Que tal criar um sistema de gerenciamento de chamadas? Nada mais útil numa empresa que um sisteminha de abertura de chamadas e resolução de problemas para controlar todas as tarefas que precisam ser feitas durante o dia. Para isso, o Google Sites conta com o tipo de página List, que cria justamente esta lista, que ainda pode ter seus campos personalizados;

10. Personalize! Ficamos impressionados com a quantidade de opões de personalização que existem no Google Sites. É possivel editar os Gadgets, as Listas, Sidebar, templates, Acesso, Cores, disposição dos textos, posição do menu e muito mais…

Claro que, por ser um sistema online e de uso prático, o Google Sites tem alguns pontos fracos, principalmente se comparado a ferramentas profissionais de edição, como o Adobe Dreamweaver. Porém, a facilidade e alguns recursos como adição de gadgets, colaboração e sistema de permissões são matadores, e podem fazer a diferença em muitas empresas que não dispoem de profissionais ou ferramentas para gerenciar informações.