terça-feira, 29 de abril de 2008

Concursos e provas: como estudar com efetividade e se dar bem

Hoje eu vi um post bem interessante no site efetividade.net e resolvi fazer um Ctrl+C para cá. Eu sei que o Augusto é um cara muito legal e não vai se importar se eu copiar o conteúdo do post dele. O material trata algumas técnicas que você pode desenvolver para alcançar um maior rendimento em concursos. Então, vamos ao post:

Concursos e provas: como estudar com efetividade e se dar bem

Aprenda a estudar e a fazer provas com efetividade, e tire de letra o próximo concurso ou o exame final do seu curso.

Quando você faz uma prova ou presta um concurso, você está procurando demonstrar seu domínio sobre um determinado tema, ou sua aptidão para desempenhar uma determinada tarefa...

domingo, 27 de abril de 2008

Hinos de Goiás

Hj, no post comemorativo de número 223, vou ser um pouco patriota à meu estado. Vou postar um pouco da cultura do meu estado querido, Goiás, seu belo hino.

O Hino do estado de Goiás foi introduzido em 1919 sendo posteriormente alterado novamente em 2001. O hino original de 1919, composto por Teófilo Ottoni da Fonseca, foi promulgado pela Lei estadual n. 650, de 30 de julho de 1919. Em 2001 o hino foi alterado por uma nova versão, de autoria de José Mendonça Teles e melodia de Joquim Jayme, sancionada pela Lei estadual nº 13.907 de 21 de setembro de 2001.


Letra original

No coração do Brasil,
Domínio da primavera,
Se estende a terra goiana,
Que nos legou Anhanguera.

O bandeirante, atrevido,
Desbravador do sertão,
em cada pedra abalada,
Deixou da audácia um padrão.

Em cada pico azulado,
No dorso da serra erguido,
Recorda a lenda encantada
De algum tesouro escondido.

Outrora a terra, esquecida,
Mas sempre augusta no porte,
Viveu a lei do destino,
Vergada aos lances da sorte.

Depois, volvida, alentada
Do grato influxo estafante
Do vil metal reluzente,
Tornou-se Estado possante.

E hoje, estante, orgulhosa,
No labutar do progresso,
Riquezas , dons naturais
Ostenta em vasto recesso.

Este céu tão estrelado,
Este solo tão fecundo
Parecem provar destino
De ser o solar do mundo.

Este clima salutar,
Esta brisa embalsamada,
Noite e dia, são cantadas
Nos trinos das passaradas.

Seus lindos bosques nativos,
Orlando campos e montes,
Ao sol ocultando c'a sombra,
A clara tinta das fontes.

Buritizais alinhados,
Quais batalhões da natura,
Ali defendem co'os leques,
Da chã leveza e frescura.

De sul a norte, afinal,
Da natureza no arquivo,
A fauna, a flora se enlaçam
Em doce amplexo festivo.

Este solo que pisamos
Hoje, em fraternal abraço,
É berço da liberdade,
Da Pátria Amada um pedaço.

Outrora fora o retiro
Dos filhos do Mucunana;
Mas hoje a terra, exaltada,
É a nossa Pátria Goiana.

Goianos, nobres, altivos,
Da liberdade alentados,
Jamais consentem que os touros
Da Pátria sejam pisados.

Cantemos todos, unidos,
Da liberdade a vitória.
Mais um padrão ajuntemos
Aos faustos da nossa história.

Salve plêiade cintilante
De patriotas goianos
Que em sulcos e bênçãos pátrias
Conquistam louros, ufanos.

Desperta além, mocidade,
A voz do grande ideal
De fazer Goiás fulgir
No vasto Brasil Central.

Viva o Brasil respeitado,
Como Nação Soberana.
Viva o progresso encetado
Na bela terra goiana.

Hino atual

Santuário da Serra Dourada
Natureza dormindo no cio
Anhangüera, malícia e magia,
Bota fogo nas águas do rio.

Vermelho, de ouro assustado,
Foge o índio na sua canoa.
Anhangüera bateia o tempo:
—Levanta, arraial Vila Boa!

Terra Querida
Fruto da vida,
Recanto da Paz.
Cantemos aos céus,
Regência de Deus,
Louvor, louvor a Goiás!
(BIS)

A cortina se abre nos olhos,
Outro tempo agora nos traz.
É Goiânia, sonho e esperança,
É Brasília pulsando em Goiás!

O cerrado, os campos e as matas,
A indústria, gado, cereais.
Nossos jovens tecendo o futuro,
Poesia maior de Goiás!

Terra Querida
Fruto da vida,
Recanto da Paz.
Cantemos aos céus,
Regência de Deus,
Louvor, louvor a Goiás!
(BIS)

A colheita nas mãos operárias,
Benze a terra, minérios e mais:
—O Araguaia dentro dos olhos,
eu me perco de amor por Goiás!

Terra Querida
Fruto da vida,
Recanto da Paz.
Cantemos aos céus,
Regência de Deus,
Louvor, louvor a Goiás!
(BIS)

Lavagem de motos

Ê, domingão de sol, perfeito pra um rolê de motoca e... ela está toda suja. Muitos motociclistas nunca tiveram a curiosidade de lavar sua moto, simplesmente levam a uma oficina, ou lava-rápido e ficam felizes da vida. Cuidado! Existe uma mania nacional de lavar moto com água pressurizada, pulverização de querosene ou água quente. Esqueça tudo isso, arregace as mangas e vamos ao trabalho.

Primeiro de tudo, saiba que moto não é carro, por isso o que serve nos carros não funciona para as motos. Aquele festival de jato de água não faz mal ao carro porque ele tem carroceria cobrindo o motor, freios, cabos etc. Na moto, mesmo feita para suportar as intempéries, devemos proteger suas partes, digamos, íntimas. Todo mundo já viu o festival de cabos e fios que passam de um lado para outro. Quando a moto recebe um jato de água pressurizado, a umidade penetra nos chicotes elétricos e pode provocar o maior curto circuito. Por tudo isso, sei que vou entristecer muita gente, mas motos, a exemplo dos adolescentes, NÃO gostam de tomar banho!

sexta-feira, 25 de abril de 2008

Crônica - Vampiro e Lobisomem - Cap 02 - Segunda Temporada

Aqui estamos para o segundo post dessa temporada. O que será que vai acontecer? Vamos acompanhar em mais um capítulo ...

Crônica Vampiro e Lobisomem Completa

Em algum lugar do Passado ...

Ao nascer da noite Ísis acordou, e como fazia todos os dias a centenas de anos, voltou a sua taverna. Inesperadamente encontrou- se com o pobre jovem, que a aguardava. Ele parecia de bom humor e disse antes que Ísis pudesse recuperar do susto de encontrá-lo.

quinta-feira, 24 de abril de 2008

Arquivos MIDI no Ubuntu

Desde a época do Slackware, sempre tive problemas em rodar arquivos MIDI. Não sabia o porque de tanta dificuldade. Antes, era a própria placa de som que não ajudava muito, depois, a dificuldade de ser newbie em um novo sistema operacional. Agora, não há tanto o que se falar sobre dificuldade. O Ubuntu está tão fácil quanto o Windows.

Nesse Tutorial, vou mostrar de forma prática e rápida uma solução eficiente para o problema do linux não tocar arquivos MIDI (*.mid) e o mais importante para o usuário novo em linux, tudo em modo gráfico!


1º: Vá no Synaptic e procure por midi, nos resultados procure por Timidity-interfaces-extras, marque para instalação juntamente com os outros componentes de que ele depende, que o ubuntu tenha identificado e mostrado a você, e pronto! Agora é só apertar o botão Ok, esperar baixar + ou - uns 30 Mb, o resto da instalação o Linux faz tudo sozinho!

Apesar de já estar instalado e funcional, agora vem a difernça, diversos outros tutoriais até ensinam a instalar e usar o Timidity em modo texto, mas aqui nós vamos fazer diferente vamos usar tudo em modo gráfico, foi por isso que instalamos aquele pacote Timidity-interfaces-extras, que contém a interface gráfica para o Timidity. Para isso nós temos que criar o atalho para o programa no menu Som e Vídeo, então vamos lá!

2º: Vá em Aplicações -> Acessórios -> Editor de Menu Alacarte, no Alacarte selecione Som e Vídeo, depois vá em Arquivo -> Novo Item, na tela que abrir coloque um nome para o programa (ex. Timidity++), um comentário qualquer, na linha comando coloque timidity -ig, não marque a caixa de seleção Executar no Terminal, escolha um ícone qualquer e pronto!

3º: Marcando os Arquivos midi para abrirem sempre com o Timidity:
Selecione um arquivo midi qualquer, clique com o botão direito vá até propriedades depois vá na guia Abrir Com, clique em Adicionar, selecione o atalho que você criou para o Timidity e clique em adicionar novamente e pronto!

Agora todos os arquivos midis vão abrir normalmente com dois cliks por esse programa.

terça-feira, 22 de abril de 2008

Anta Unified Process (AnUP)

Existem várias propostas de metodologias de desenvolvimento de software. Obviamente, não é o foco desse post discutí-las. Uma das mais famosas é o Rational Unified Process (RUP), um padrão adaptável e muitas vezes criticado pela criação excessiva de documentação mesmo para projetos nanicos a médios. Ele é largamente usado por empresas quando o maior custo é justificado, já que um projeto pode chegar a custar 40% mais.

Do lado oposto, temos as metodologias ágeis, como o SCRUM e o eXtreme Programming. E no meio temos literalmente dezenas de processos de desenvolvimento de software, cada uma atendendo requisitos específicos. Mas nada disso é importante e nenhum treinamento, experiência, livros, certificações ou mestrados serão capazes de derrotar o Anta Unified Process (AnUP), que existe em um nível acima da Programação Orientada a Gambiarras, o POG.

domingo, 20 de abril de 2008

Receita de Chambaril

Pessoal, depois de ver nas buscas que o pessoal anda procurando por receitas típicas daki do Tocantins, vou inaugurar com uma boa receita daqui, chamada Chambaril. Espero que gostem !!

Chambaril

Os italianos chamam de "osso buco" (literalmente osso furado) ao corte que se obtem da perna do boi cortada horizontalmente. É o que se conhece também como músculo com osso. No nordeste é conhecido como chambaril. Este prato , bastante popular em Alagoas e no Tocantins, deve ser servido acompanhado de um pirão feito com o caldo do cozido e arroz branco...

sexta-feira, 18 de abril de 2008

Crônica - Vampiro e Lobisomem - Cap 01 - Segunda Temporada

Sei que algumas pessoas estavam bastante curiosas sobre quando a continuação dessa história se daria, alguns até acharam que a história havia terminado. No entanto, aqui estamos para continuar a saga de Isis, agora em um lugar totalmente novo, com mais aventura, mais histórias, e mais vampiros e lobisomens. Espero que gostem !!

Crônica Vampiro e Lobisomem Completa

Em algum lugar do Passado...

Cento e cinqüenta anos se passaram desde de seu surgimento das trevas, estava no ano de 1779. Em todo aquele tempo não entrou em contato com qualquer vampiro, por motivos óbvios. Mantinha-se escondida e nem sequer se apresentou ao príncipe da cidade. Felizmente a velha tatuagem que havia feito, a protegera de ser dominada e descoberta por qualquer vampiro, fazendo com que diversas vezes atendesse vampiros em sua taverna, sem que eles de nada desconfiassem. Seus poderes cresceram incrivelmente, ainda não podia cremar como seu antigo mestre, mas já tinha amplos conhecimentos na arte de dominar e conseguia doar seu sangue, apenas com um toque, àqueles que desejasse. Seus conhecimentos sobre a anatomia vampírica cresceram, mas seus conhecimentos sobre sua sociedade estavam desatualizados e o pouco que sabia era baseado em boatos que ouvia vagamente em sua taverna, ou seja eram todos falsos ou distorcidos pois vinham de fontes humanas. Seus anos como vampira foram menos monótonos do que imaginara. Passou pelo menos dez anos estudando, mas finalmente teve que parar, pois o reitor da Universidade já começava a desconfiar de sua "eterna jovialidade". Ela esteve sempre tentando aperfeiçoar seus poderes e, dentro de sua taverna se divertia com os freqüentadores e confusões que lá se armavam...

quinta-feira, 17 de abril de 2008

Cliques: Como (não) interpretar as estatísticas de seu blog

"Existem três tipos de mentiras - mentiras, mentiras esfarrapadas e estatísticas"

A maioria das ferramentas de blogs hoje em dia vêm com uma variedade de pacotes de estatísticas - AWStats, Webalizer, ou outras do gênero. Existem também aqueles pacotes de estatísticas multi-utilidades, que podem ser colocados em qualquer tipo de site - muitos de você podem ter ouvido falar do Google Analytics, do Mint ou mesmo do Measure Map. Bom, todas essas ferramentas lhe bombardeiam com dezenas de tabelas de números, gráficos e quantos Cliques e Visitantes Únicos estiveram passeando em seu site. No entanto, não é um simples pacote de estatísticas que lhe dirá se seu blog está atualmente fazendo sucesso.

Então, o que é Sucesso?

O sucesso de um blog não deve ser medido em kilobytes, cliques, metas ou visitantes únicos, porque todo blog tem um objetivo diferente. Alguns blogs são criados com o objetivo de dar ao escritor uma forma de validação de suas idéias e conceitos para outras pessoas na internet. Alguns blogs tem o objetivo de vender produtos ou serviços de suas empresas. Há ainda blogs onde o único intuito é ganhar dinheiro com propagandas.

Antes mesmo de pensarmos sobre quais as melhores ferramentas que podemos usar, deveríamos pensar no que o sucesso significa para nossos blogs. Não deveríamos nunca usar as estatísticas destes pacotes simplesmente como fontes de números sem significado, mas usar como uma ferramente para ajudar você a medir como você está alcançando os objetivos do seu blog.

terça-feira, 15 de abril de 2008

Cérebro Holográfico

Bom dia pessoal. Ainda não estou 100% mas estou chegando lá! Como eu vi que o post sobre holografia causou bastante, vou terminar de fritar o cérebro de vocês com mais um material interessante.

Vale lembrar que por causa desse texto que estou postando, eu tive um lapso mental e aparentemente, consegui resolver o problema de armazenamento de informação em uma rede neural do tipo perceptron multi-camadas. Claro, o conceito é bastante complexo, mas pela primeira vez desde que comecei a ler e estudar sobre o assunto, uma solução viável para esse problema parece surgir, como padrões de interferência em um lago. Vamos ao texto.

Um dos grandes mistérios que nós temos encarado como espécie é a tentativa de entender os mecanismos dos nossos cérebros. Como nós processamos as informações, aprendemos, recebemos novos estímulos, raciocinamos e nos tornamos conscientes de nossa condição? Milhares de pessoas nos campos da neurofisiologia, filosofia, psicologia, educação, sociologia, religião etc.., têm tentado se voltar para estas questões profissionalmente. Todos nós provavelmente já debatemos o assunto individualmente. Mesmo com a enorme quantidade de dados que têm sido acumulada, existem ainda omissões fundamentais na descrição de como nós adquirimos estas funções básicas.

sábado, 12 de abril de 2008

Avalon

Bom pessoal, esse foi o último dos posts sobre os Druidas. Eu acabei colocando coisas demais em poucos posts, mas preferi assim, bastante concentrado. Talvez eu suma uns dias das postagens, mas uma doença está me abatendo (dengue) e estou direcionado minhas forças para que esta doença acabe logo. Agora vamos falar de um de seus mitos mais fortes.

Avalon: Centro espiritual e centro de maravilhas...

A Grande Avalon... ilha e santuário onde outrora tantas coisas se desenrrolaram... Tão bela foi esta ilha que permanece escondida por entre as brumas... Raros são estes locais tão encantadores, que ficam situados entre os dois mundos. No entanto lá se encontram os elevados lugares de culto do povo Celta, como os lagos de águas límpidas de esmeralda e turquesa... os poços de aguas misteriosas... e as florestas de macieiras verdejantes que no autono espalham suas folhas de ouro na terra, que renasceriam na primavera onde por entre as folhagens que onde o sol passava e iluminava clareiras floridas se ouvia vozes e cantos encantadores...

terça-feira, 8 de abril de 2008

Aprenda Python em 10 Minutos

Este é um curso intensivo mínimo para a linguagem de programação Python. Para aprender mais, veja a documentação no site www.python.org; especialmente o tutorial. Se você está se perguntando porque deveria se interessar, veja esta comparaçãoentre o Python e outras linguagens.

Esta introdução tem recebido elogios de leitores satisfeitos, e está sendo traduzida para vários idiomas, entre os quais russo, norueguês, português (esta página!) e espanhol. A versão original, em inglês, está aqui.


1. O básico

Para começar, pense em Python como sendo pseudo-código. Isto é quase uma verdade. Variáveis não têm tipos, assim você não precisa declará-las.
Elas são criadas quando você lhes atribui um valor, e são destruídas quando não forem mais usadas. A atribuição é feita pelo operador =.
A igualdade é testada com o operador ==. Você pode atribuir mais de uma variável ao mesmo tempo:

x,y,z = 1,2,3

primeiro, segundo = segundo, primeiro

a = b = 123

Os blocos são indicados somente pela indentação (nada de BEGIN/END ou chaves.) Algumas estruturas de controle são:

if x < 5 or (x > 10 and x < 20):
print "O valor está correto."

if x < 5 or 10 < x < 20:
print "O valor está correto."

for i in [1,2,3,4,5]:
print "Esta é a iteração número", i


x = 10
while x >= 0:
print "x ainda não é negativo."
x = x-1

domingo, 6 de abril de 2008

Desenvolvimento Web na tela do Browser

Trabalhar com design de páginas html hunca foi muito meu forte, em parte porque nunca tive muita paciência de ficar criando tags de formatação para cada estrutura do meu site, sem contar que na época, eu usava tabelas, e trabalhar com as mesmas sem um editor como o Dreamweaver era uma árdua tarefa que exigia muita paciência.

No entanto, os tempos mudaram. Hoje há recursos novos (e alguns antigos, mas pouco explorados) que ajudam e muito o desenvolvimento de quem prefere mexer com códigos que com editores "o que você vê é o que tem". E porque não usar o próprio browser para essa tarefa?


Um dos melhores recursos do Firefox é o suporte a plugins. Programadores criativos ao redor do mundo podem criar recursos para o Firefox, que não haviam sido originalmente planejados. E hoje, vamos falar de alguns destes plugins, que possam nos ajudar no desenvolvimento web, sem precisar sair do Browser.

WebDeveloper

Criado por Chris Pederick, o WebDeveloper é um plugin bastante popular que permite executar certas ações sobre as páginas, entre os mais comuns, como desabilitar recursos como javascript e imagens, redimensionar o browser para outras resoluções, fazer validação css, html e xhtml, entre outros. Mas, há também recursos como o CSS Style Highlight, que lhe ajuda a visualizar onde os objetos estão posicionados, com uma linha em volta dos mesmos. Há muitas outras funções no plugin, mas não falaremos de todas.

MeasureIt

Um plugin que é muito simples, mas útil em algumas situações que exigem precisão é o MeasureIt, feito pelo brasileiro Kevin Freitas. Não há muito o que comentar sobre esse plugin, pois o que ele permite fazer é medir áreas na página. Juntando isso com o Outline do WebDeveloper, você tem uma ferramenta bastante robusta para tirar medidas de objetos invisíveis, por exemplo.

ColorZilla

Também um plugin bastante simples, o ColorZilla trás a possibilidade de se copiar uma cor de qualquer parte do browser (incluindo imagens). Este recurso seria simplório, se não viesse com uma das maiores vantagens do mesmo: ele analisa a DOM da página e monta a paleta com todas as cores utilizadas e permite localizar os elementos que utilizam uma cor selecionada. Muito prático não ter que ficar adivinhando as cores da página e onde foram utilizadas.

Aardvark

Um plugin interessante, é essa a descrição que posso dar sobre o Aardvark. O que ele faz é marcar uma linha vermelha em torno de um objeto, e exibir seu tipo, e caso existam, as informações de id e class do mesmo. Esse recurso é parecido com o do WebDeveloper

Firebug

De todos os plugins citados, não haveria muita utilidade para eles, se não pudéssemos editar o código de maneira rápida, com visualização instantânea das alterações. O Firebug essencialmente faz isto, mas tem tantos recursos, que fica difícil citá-las todas aqui. Mas, o motivo de falar do Firebug por último é porque ele suporta que todos os outros plugins possam ser usados em conjunto, para melhorar ainda mais o desenvolvimento. Sem dúvida, é o melhor de todos.

Bom, é uma seleção pequena de plugins, mas que fazem bastante diferença quando você pode usar e já visualizar diretamente no browser, do modo como deve aparecer.

Fica aí uma dica. Um abraço e até um próximo post.

Lendas Celtas Irlandesas

O Conto abaixo trata da Batalha de Mag Tuired e o Nascimento de Bres filho de Elatha e seu Reinado.

Os Tuatha De Danann viviam nas ilhas ao norte do mundo, estudando a sabedoria oculta e a feitiçaria, as artes druídicas e a magia e a habilidade mágica, até que eles sobrepujaram todos os sábios das artes do paganismo.

Eles estudaram a sabedoria oculta e o conhecimento secreto e as artes diabólicas em quatro cidades: Falias, Golias, Murias, e Findias...


Para Falias foi trazida a Pedra de Fal que estava localizada em Tara. Ela era usada para gritar quando o verdadeiro rei da Irlanda se pusesse de pé sobre ela.

Para Gorias foi trazida a lança que Lug possuiu. Nenhuma batalha foi alguma vez sustentada contra ela, ou contra o homem que a segurasse em sua mão.

Para Findias foi trazida a espada de Nuadu. Ninguém jamais escapou dela uma vez que estivesse fora de sua mortífera bainha, e ninguém poderia opor-se a ela.

Para Murias foi trazido o Caldeirão de Dagda. Nenhuma companhia alguma vez o deixou insatisfeita.

sexta-feira, 4 de abril de 2008

Lander Supermotard - Linda ?? Não, nem um pouco !!

Imagine a seguinte situação:

Estaciono a nova Yamaha XTZ 250X para abastecer. O frentista pergunta: "Qual a cilindrada dessa moto?" Antes mesmo de ouvir a reposta, ele já solta: "Tem um desenho, assim, agressivo, né?"

Ele acertou em cheio. O apelo visual é mesmo uma das grandes qualidades da recém-lançada versão supermotard da trail XTZ 250 Lander. Com um pára-lama dianteiro alto, traz aros de 17 polegadas calçados com pneus street, no melhor estilo supermotard. Feitas em alumínio e da marca japonesa DID, as rodas merecem destaque pela qualidade e também pelo acabamento em grafite, que dá um toque especial à nova XTZ 250X.

Para completar o visual atraente da única versão disponível, a balança, as canelas da suspensão dianteira, o escapamento e as tampas laterais do motor receberam pintura em preto fosco, que a Yamaha chama de Mat-Black. Além do pára-lama dianteiro em forma de flecha, tem proteção rígida das bengalas e novos grafismos, de mais bom gosto que na versão trail. Na 250X outro item que parece harmonizar melhor com o conjunto é a tampa do bocal de abastecimento: idêntica à usada na XT 660R.


A lanterna traseira e o suporte de placa, ambos inspirados nos modelos-conceitos X expostos no Salão Duas Rodas 2007, completam o acabamento de qualidade que a Yamaha dedicou a seu mais recente lançamento.

Relação final alongada
Equipada com o mesmo motor de um cilindro com 249 cm³ de capacidade, a XTZ 250X conta com as respostas rápidas ao acelerador da injeção eletrônica, que alimenta também os outros modelos de 250cc da Yamaha. Os números de desempenho são iguais ao da trail: 21 cv a 7.500 rpm e 2,10 kgfm a 6.500.

Porém, na motard 250X a relação final foi "alongada", usando-se uma coroa com dois dentes a menos -- 44, contra os 46 da Lander. O pinhão e a relação das cinco marchas continuam os mesmos.

Na teoria, a nova relação resulta em uma velocidade final maior. Apesar de o exemplar testado ser novo em folha, com apenas uma centena de quilômetros rodados, o velocímetro digital chegou a registrar 140 km/h.

Ciclística motard
Os aros de alumínio, além de belos, têm sua utilidade. Bastante leves, contribuem para a redução do peso suspenso, o que se traduz em agilidade. As rodas de 17 polegadas são calçadas com os pneus esportivos Pirelli Sport Demon, na generosa medida 130/70, na traseira, e 110/70, na dianteira.

Com a redução do ângulo de cáster de 26,50° na Lander para 25,40°, a nova 250 X reúne as qualidades que fizeram do segmento supermotard um sucesso de vendas em todo o mundo: a agilidade nas mudanças de direção, curvas mais "radicais", mas sem perder o benefício das suspensões de longo curso.

O conjunto de suspensões da Yamaha XTZ 250X -- balança traseira monoamortecida e garfo telescópico dianteiro -- tem a mesma configuração e curso da Lander. Porém as bengalas dianteiras foram recalibradas para oferecerem mais firmeza e esportividade. Afinal, a motard pesa 143 kg, dois a mais que sua irmã de uso misto.

As dimensões também apresentam ligeira modificação. As mais perceptíveis são a menor altura do assento (870 mm) e altura total: 1.163 mm na nova 250X contra os 1.180 mm da Lander. No trânsito urbano, isso se reflete em mais dificuldade para rodar nos corredores, já que o guidão mais baixo vai de encontro com o retrovisor dos carros.

Em compensação, o motociclista tem uma moto mais ágil e adequada para o uso urbano. Sem esquecer do visual, capaz de encantar, além dos outros motociclistas, até mesmo os frentistas...
Ficha Técnica
Motor - Monocilíndrico, SOHC, 2 válvulas, a ar com radiador de óleo
Capacidade cúbica - 249 cm³
Potência máxima - 21cv a 7.500 rpm
Torque máximo - 2,10 kgfm a 6.500 rpm
Câmbio - Cinco marchas
Transmissão final - Por corrente
Alimentação - Injeção eletrônica
Partida - Elétrica
Quadro - Berço semiduplo
Suspensão dianteira - Garfo telescópico com 240 mm de curso
Suspensão traseira - Balança monoamortecida, links com 220 mm
Freio dianteiro - Disco de 245 mm de diâmetro
Freio traseiro - Disco de 203 mm de diâmetro
Pneus - 110/70-17 (d)/ 130/70-17 (t)
Comprimento - 2.096 mm
Largura - 830 mm
Altura - 1.163 mm
Distância entre-eixos - 1.390 mm
Distância do solo - 225 mm
Altura do assento - 870 mm
Peso em ordem de marcha - 143 kg
Tanque de combustível - 11 litros
Cores - Preta
Preço sugerido - R$ 12.060

E aqui vão algumas fotos que um amigo tirou pra mim em uma concessionária em Sampa, já que os índios daqui não deixaram eu tirar fotos da moto ...











terça-feira, 1 de abril de 2008

O Paradigma Holográfico...

Existe uma Realidade Objetiva ou o Universo é um Fantasma?

Na Universidade de Paris, uma equipe de pesquisa liderada pelo físico Alain Aspect (a menos que vc tenha o hábito de ler jornais e revistas científicos, provavelmente nunca ouviu falar no nome de Aspect), realizou o que pode se tornar o mais importante experimento do século 20... que muitos pensam poder mudar a face da ciência.

Aspect e sua equipe descobriram e provaram que, sob certas circunstâncias, partículas subatômicas como os elétrons são capazes de, instantaneamente, se comunicar umas com as outras, a despeito da distância que as separe, não importando se esta é de 10 pés... ou 10 bilhões de milhas!


De alguma forma desconhecida, uma partícula sempre ‘sabe’ o que a outra está fazendo. O problema com esta descoberta é que isto viola a, por muito tempo sustentada, afirmação de Einstein, de que ‘nenhuma comunicação pode viajar mais rápido do que a velocidade da luz’...

E, como viajar mais rápido que a velocidade da luz é o objetivo máximo para quebrar a barreira do tempo, este fato estonteante, se por um lado tem feito muitos físicos descartarem os resultados das pesquisas de Aspect, por outro, tem proporcionado que outros busquem explicações para alguns ‘mistérios’ da ciência ainda não desvendados.

David Bohm por ex., físico da Universidade de Londres, acredita que as descobertas de Aspect implicam em que a realidade objetiva não existe e que, a despeito de sua aparente solidez, o universo está no coração de um holograma fantástico, gigantesco e extremamente detalhado. para entendermos porque Bohm faz esta afirmativa surpreendente, temos 1º que saber um pouco sobre hologramas - um holograma é uma fotografia tridimensional feita com a ajuda de um laser.